A GAROTA DO SEMÁFORO (E A GORDOFOBIA)

19 nov

Salve minha Realeza !!!

Tenho visto por aí que a bola da vez agora é uma tal de “Gordofobia”, é isso ?
Pois é, agora é moda tirar um barato de quem está acima do peso… E a vítima dessa babaquice toda são sobretudo as mulheres.

Ok, então chamem os belos machos viris que gostaria de dedicar essas pobres e tão mal escritas linhas á eles, esses tão seletivos acasaladores.

Antes de tudo, é legal pontuar que esse texto NÃO almeja ser uma ode ás gordinhas, ou as magrinhas ou as marcianinhas. Quero apenas manifestar um ponto de vista que me incomoda muito sobre esse assunto, nesse momento tão oportuno. Bora lá !!!

Homer Simpson

Se liga !

Começo com uma história…
Ainda outro dia fui á padaria aqui perto comprar sei lá oque, e como aquele semáforo nunca gostou mesmo de mim, fiquei a esperar (Pacientemente, que saída) uns bons minutos para ser contemplado com os meus 14 segundos “seguros” para atravessar a avenida.

Enquanto divagava em silêncio o fato da prefeitura não ter incorporado ao tal semáforo um botão de controle que possibilitasse aos pedestres acionar a luz vermelha parando assim os apressados motoristas, olhava para o céu do final da tarde, distante e indiferente ao resto do mundo.

Sem que eu pudesse perceber, uma garota chegou ao meu lado, também almejando pelos seus 14 segundos de trégua para poder seguir seu caminho.

Era uma (Bela) garota gordinha, que durante longos segundos que me “fez companhia” para podermos atravessar.

Com todo respeito, foi impossível não perceber seus 20 e poucos anos, sua pele bonita e bem cuidada, seus cabelos negros muito lisos e longos.

Tampouco foi impossível não ser magnetizado por seu short jeans que deixava á mostra suas pernas igualmente bonitas e bem torneadas, ornamentada por pequenas tatuagens (Ramos e flores, sei lá ?)

Seus brincos de argola, e um óculos estilo geek  pareciam ter nascido um para o outro, mas não tanto como sua regata que parecia ter sido feita na medida para deixar á vista sua tatuagem de lua no ombro (Ou será que foi ao contrário ?)

Seu tamanco plataforma estilo surfista, misteriosamente dava-lhe poder, supremacia, e parecia colocá-la muito acima dos pobres mortais, emprestando-a uma aura gritante… Algo como “-De tão linda , estou num pedestal, vejam…”

Os tão apressados motoristas passavam e buzinavam, mexiam, olhavam mesmo, sem nenhum pudor. E a “gordinha de parar o trânsito” ali ao meu lado, séria e inflexível.

Um cara passou por trás dela e olhou de cima á baixo e balbuciou algo entre dentes. Moleques que estavam do outro lado da rua de mochila nas costas, também na expectativa de atravessar, olhavam sem um pingo de descrição. Um outro (Nada) distinto cidadão falou algo que não vou reproduzir aqui para não desvalorizar meus escritos.

O tal do semáforo finalmente resolveu largar de capricho e liberar-nos os míseros segundos de direito, permitindo que eu seguisse meu rumo e a tal garota idem.

Ela saiu á passos largos, apressada (Ou incomodada, quem sabe). Mesmo assim, ainda foi alcançada pela cobiçada masculina novamente (Dessa vez por um motoboy parado em cima da faixa).
E essa garota mesmo muito veloz, ainda encontrou uma forma de brindar-me com um reflexão que durante muitos dias causaria-me ecos misteriosos.

Essa reflexão veio á tona com toda força nesta esta semana, embalada pelo que a mídia começou a tratar… Esse assunto de “Gordofobia” (Principalmente contra as mulheres) e a eclosão de casos isolados.

Pois é...

Pois é…

 ENTÃO LÁ VAI – CRIATURAS “RACIONAIS” BÍPEDES MAMÍFERAS CARNÍVORAS DO SEXO MASCULINO, PORQUE SOIS TÃO HIPÓCRITAS ??????

Isso mesmo: HIPÓCRITAS ! – Porque será que tem tanto caboclo por aí gritando aos quatro ventos que é cabra macho e dizendo que não gosta, ou que tem mil pudores em relação ás mulheres com quilinhos a mais, sendo que na maioria esmagadora dos casos, É MENTIRA PURA ? Jamais vou aceitar isso.

Quem pensa ou se expressa dessa maneira, está faltando com a sinceridade… Está imerso num lodaçal de ignorância, preconceito e como eu disse já disse,  HIPOCRISIA… Tão e apenas.

São os tipos de homens que entram nos fóruns de discussão e defendem com unhas e dentes o estereótipo que julgam perfeito, alegando que o divergente simplesmente não serve (Leia-se praticam a discriminação, ainda que velada), não obstante no fundo de suas almas também desejar (Isso mesmo) secreta e avidamente certas mulheres donas de outros padrões de beleza. (Sim, você deseja que eu sei, meu chapa). Você se derrete por uma gordinha linda também, pare de mentir !!!

Pois é… Essas são as palavras: “Desejar secretamente” (E sabe-se lá em que grau), mas discriminam ruidosamente, claro… Para que todo planeta possa ouvir.
Isso para provar á si próprio que é “cool”, que é “bacana”, ou que está “sintonizado” com aquilo que seu limitado mundinho da TV aponta como o politicamente correto: As mulheres magérrimas ou esqueléticas.
Ou… Simplesmente porque são babacas mesmo (!)… Principalmente quando conseguem a proeza de relacionar sua preferência física com o desrespeito, e agindo como se esse último fosse uma natural consequência do primeiro.

Senhores – Parece clichê dizer que uma mulher para ser bonita, não precisa ser negra ou branca ou amarela ou marciana… (Mesmo que lamentavelmente ainda existam muitos divergindo dessa atitude/opinião).

Mas com todo esse rebuliço dos últimos dias, ficou notório que está faltando para muitos aceitarem (Também) que não precisa ser magra ou gordinha para ser linda. (Nota: Eu uso a palavra aceitar sem forçar seu significado, porque essa afirmação é algo que todo homem em seu íntimo já sabe, apenas se nega á aceitar).

Tá olhando oque ? Não era você que não curtia gordinhas ???

Tá olhando oque ? Não era você que não curtia gordinhas ???

Xiii… É contigo mesmo, cumpadre ??? Bom, então ninguém vai enfiar-te na cabeça certas atitudes e pontos de vista. Aliás, em tempo, é importante frisar novamente que essa questão de PREFERÊNCIAS caí por terra quando falamos de algo infinitamente superior, o RESPEITO que tanto devemos uns aos outros.
Então, seja pelo menos coerente se você identificou-se… Se este texto lhe incomodou de alguma forma… Se minhas pobres palavras tenham lhe dito algo, ainda que implicitamente. Apenas sugiro que PENSE.

CONCLUSÃO

— Finalmente, se essas graças gordinhas não forem realmente a sua praia e você não importa com oque está perdendo, ok… Pelo menos ASSUMA A SUA ABSOLUTA OBRIGAÇÃO DE RESPEITAR – TENHA HONRA E MORAL ACIMA DE TUDO.
— Mas… Mas.. Mas… Se você ainda está DELIBERADAMENTE NUM PATAMAR INFERIOR DE EVOLUÇÃO (E AINDA SE ORGULHA DISSO RUIDOSAMENTE), considere a possibilidade de ocorrer-te coisas bem menos interessantes, como por exemplo ser processado ou preso por discriminação.

Bom, por hoje é só… E que a garota do semáforo sirva para mexer um pouco com a imaginação de quem acha que o  a beleza tem padrões a serem seguidos ou pior: Ainda delega o respeito de acordo com preferências físicas particulares.

É isso aí, queridões ! Fiquem na paz, e parem de falar bobagens por aí !
Abraços😉

2 Respostas to “A GAROTA DO SEMÁFORO (E A GORDOFOBIA)”

  1. Marcao Gaúcho 24 de novembro de 2014 às 10:22 #

    Lindo texto.
    Se eu encontrasse uma “garota do semáforo” como essa, certamente pediria em casamento. Se for mesmo como em tuas palavras, é sedução pura…

    • Bejador 26 de novembro de 2014 às 20:31 #

      Aew, parceiro – Essa gata existe mesmo ? Se sim, essa é destruidora de lares mesmo. Sem brinkadera, tem gordinha que é um tesao. La na facu tem umas que é a perdição…

Reaja ! Faça um Comentário !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: