O Maior Acidente Nuclear da História

23 mar

Toda vez que nos deparamos com algum cataclismo, é tipicamente humano nos perguntarmos se fatos semelhantes ou mais graves já aconteceram em outras épocas.

Este catastrófico acidente nuclear que está se desenrolando no Japão por estes dias, além de me chocar profundamente pela magnitude da tragédia, trouxe-me aquela típica “sede” por informações sobre aquele que é, ainda hoje, considerado o pior acidente nuclear da história, o acidente da Central Elétrica Nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, ocorrido pelos idos de 1986. E também me “abriu as gavetas da memória”, como diz meu irmão.

LEMBRANÇAS
Quando esta tragédia aconteceu, eu tinha uns 8 anos. Naqueles tempos, para mim, moleque fanático por filmes de ação e que cresceu brincando com soldadinhos de plástico, o termo Energia Nuclear soava mais como mocinho do que como vilão.

Claro que eu sequer podia ter qualquer dimensão de tudo isso, mas lembro-me de ver o CID MOREIRA falando sobre isso toda noite por várias semanas e quando ele falava, todos ficavam… TENSOS.

 Aí, vieram os rumores dos alimentos contaminados… E a creche que morávamos despejou muita coisa no esgoto com medo da tal contaminação radioativa (Alimentos doados de instituições estrangeiras que foi entregue dias após o desastre).

Entre as coisas que eu vi indo para o lixo, havia centenas de latinhas de café-com-leite pronto que os velhos diziam,em tom alarmante

“-Veio de fora, pode ser perigoso…”

Cara, se o tal do café estava contaminado ou não, nunca saberei… Mas ERA GOSTOSO PRA CARAMBA (!) e do lado de fora da lata, tinha uns adornos, uns mapas, sugerindo que a tal lata poderia ser reutilizada, para colocar lápis, sei lá… Confesso que aquilo tudo (O Café-com-leite, as latas com mapas e a história da radiação me fascinava) Saudosismos á parte, vamos aos fatos que balançaram o mundo naqueles negros dias.

INFORMAÇÕES ESCASSAS
Conseguir informações consistentes á respeito disso é no mínimo complicado… Não há muita literatura sobre isso (Pelo menos na Internet) em português.
 Os textos mais ou menos concisos estão em CIRÍLICO e ainda assim, que já procurou sobre o assunto sabe que existe um grande desencontro entre as informações e estatísticas, não obstante terem passado 25 anos do fatídico acidente.
Não é raro encontrarmos 2 ou 3 versões diferentes sobre um mesmo fato, e estatísticas completamente divergentes…

Tudo que consegui  apurar de mais sólido nestes dias, está sintetizado aqui e, caso algum querido leitor tenha algo á acrescentar ou mesmo retificar, o espaço é de todos.
A idéia é construir um post bem bacana. Vamos lá.

PRIMEIRO, UM BREVE RESUMO DA TRAGÉDIA
Não entendo nada de energia atômica, portanto, vamos aos fatos, sem explicações técnicas ou pormenores, por favor.

A Central Elétrica Nuclear de Chernobyl (Chamada na verdade de Vladimir Lenin), foi construída em meados dos anos 70.

Tinha 4 reatores, responsáveis  na época por 10% de toda energia consumida pela Ucrânia, que na época fazia parte da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). E na época do acidente, mais dois reatores estavam em construção.

Sala de Controle de Chernobyl
Sala de Controle de Chernobyl – Hoje, em ruínas. Desta sala, á 25 anos atrás, foi cometida uma das maiores imprudências de toda a história da energia nuclear mundial

No dia 26 de abril de 1986 (Sábado) á 1:23:58 da madrugada, um desastrado teste no reator no.  4 fez com que o mundo olhasse a energia nuclear com ainda mais desconfiança.

Os técnicos teriam desligado os sistemas de segurança e reduzido a potência do reator para 25%, no âmbito de avaliar se, á baixa capacidade, seria possível manter o sistema de refrigeração em perfeito funcionamento, até que as bombas refrigeradoras á disel fossem ativadas.

Por razões ainda hoje desconhecidas e muito discutidas (Muito mesmo…), a potência do reator dos caras despencou pra 1%.

Os técnicos então subiram a potência do reator visando equilibrar a stuação,mas ao invés do mesmo se estabilizar, a potência subiu em demasia. Sistemas responsáves por parar a reação em cadeia, não funcionaram.

Em segundos, a temperatura da chaleira elevou-se  á mais de 2000 Graus e nem mesmo a “singela” cobertura de 1000 toneladas foi capaz de conter a série de explosões que se seguiram, arremessando 9 toneladas em material radioativo fragmentado por um raio de vários quilômetros e na  atmosfera.

Nos dias que se seguiram, o governo soviético deparou-se com a real necessidade de empreender uma verdadeira operação de guerra no âmbito de minimizar as consequencias do desastre:

Vôo Sobre Chernobyl

Técnicos sobrevoam ao redor da do reator danificado, mensurando a radiação do ar

Precisavam conter o incêndio no reator, destruir ou isolar todo e qualquer material (Biológico ou não) que apresentasse qualquer sinal de contaminação por radioatividade, criar uma zona de segurança (Chamam de Zona de Alienação), evacuar milhares de habitantes das imediações, e fazer algo para  isolar (Pelo menos parcialmente) o reator que estava lançando toneladas de material radioativo na atmosfera (Cerca de 90 vezes mais que a bomba de Hiroshima).

Sabe-se que a União Soviética foi literalmente forçada a admitir que estava enfrentando uma crise nuclear, depois que sensores de outras centrais nucleares situadas lugares longíquos como a Dinamarca e Suécia (Distantes mais de 1000 Km de Chernobyl) apontaram aumento significativo de radiação no ar, isso 2 dias depois do ocorrido e,  (Pasmem)  o acidente só foi dado pela primeira vez como notícia pela Alemanha no dia 28.
Vários bombeiros envolvidos no combate ao incêndio do reator morreram horas depois pela exposição á radioatividade e, controvérsias apontam para o fato que muitos sequer tinham idéia da gravidade do problema que estavam enfrentando.

A CIDADE FANTASMA
Muito embora os anais históricos desta enorme tragédia (E a opinião pública em geral) apontem insistentemente o nome CHERNOBYL como sendo o local mais impactado pelo acidente, na verdade uma outra cidade maior e mais perto da usina chamada PRIPYAT, sem dúvidas foi o local que mais sofreu as consequencias de toda crise.

No dia 27 (Um dia após a tragédia, portanto) a cidade de Pripyat começou a ser evacuada, sob o terror de  uma contaminação nuclear. Esta operação teria durado 2 dias.

Placa de Pripyat

Placa no principal acesso á cidade, juntamente com o ano de fundação

COMO ERA – O assentamento de Pripyat foi fundada em 1970, como sendo local construido e oferecido para todos que trabalhavam na Central Energética Nuclear de Chernobyl.

Elevada á cidade em 1979, Pripyat possuia todas as atrações possíveis que um cidadão comum soviético poderia sonhar noas anos 70. Cinemas, bibliotecas, piscinas cobertas com raias olímpicas, cinemas entre outros.
Situa-se na província de Kiev, na Ucrânia, á poucos kilômetros da Usina de Chernobyl.

A população, em sua maioria jovens na faixa dos 25 anos, crescia rapidamente, e Pripyat tinha uma alto índice de natalidade, tendo registrado uma média de 800 nascimentos por ano.  Veja abaixo alguns números bastante expressivos:

-Por ocasião do desastre, haviam cerca de 49.400 habitantes em Pripyat;
-Haviam 15 escolas primárias, 5 escolas secundárias e 1 escola profissional;
-10 armazéns capazes de estocar  4.430 toneladas de mercadorias;
-1 estação ferroviária de (EstaçãoYanov) e 167 ônibus;
-2.926 linhas de telefones locais, além de 1.950 telefones de propriedade da administração central de Chernobyl;
-10 academias de ginástica, três piscinas cobertas, 10 stands de tiro e dois estádios;
-1 hospital para mais de 400 pacientes e 3 Clínicas;
– 25 lojas e shoppings, 27 cafés, lanchonetes e restaurantes;
– Palácio de cultura, um cinema e uma escola de artes;
– 1 parque, 35 playgrounds com mais de 18.000 árvores;
-4 fábricas com faturamento anual total de 477 milhões de rublos e a usina nuclear.

 Se Pripyat tivesse sobrevivido, a projeção de crescimento para os próximos anos utrapassaria 78.000 habitantes, pois além dos nascimentos, havia também diversas pessoas que vinham de todos os lugares da URSS para estabelecer moradia por lá (Cerca de 500 pessoas por ano). 

ALGUMAS FOTOS DA PRIPYAT FANTASMA 

Prédio

Prédio ostentando o simbolo máximo da União Soviética

 

Prédio Abandonado

Blocos de apartamentos como este, modernos e confortáveis para a época, abrigaram um povo contente com uma cidade recém-construída e bem planejada

Prédios Abandonados

Construções tomadas por vegetação

Roda Gigante

Parque de diversões de Pripyat - Nunca foi inaugrado, a tragédia ocorreu antes

Carrinhos de Batida

Outra atração do parque que não chegou á funcionar

Piscina de Saltos Ornamentais

Tanques de saltos ornamentais e piscinas com raias olímpicas também estavam á disposição do povo de Pripyat

Laboratório de prótese

Laboratório de prótese (Ou oque sobrou dele)

Medicamentos

Medicamentos destruídos

Centro Cirúrgico

Centro Cirúrgico

Maca

Maca vandalizada no hospital da cidade

Livros

Toda a literatura e artes encontratas pelos quatro cantos da cidade, ainda fazem alusão á um governo forte, poderoso e indestrutível. Definitivamente o tempo parou neste lugar...😦

Auditório

Auditório

Piano

Piano

Quadro de avisos

Quadro de avisos de uma escola ou creche infantil, ainda com as fotos dos pequenos

Creche

Cara, isso era uma creche, também abandonada as pressas...

Creche

Mais uma da creche...

Urso de Pelúcia

Cara, eu tenho 32 anos mas confesso que fotos como essa me incomodam...😐

Boneca

Idem...

Máscaras

Durante toda a Guerra Fria, era comum encontrar máscaras como essas em todos os lugares, e Pripyat não era exceção. Principalmente porque a Usina transformava-a num alvo estratégico...

Floresta Vermelha

Vegetação ao redor de Pripiat - Note a cor verde mesclada com tons ferruginosos causados pela radiação

Vista da Central Energética

Vista panorâmica da atual Pripyat fantasma - Note ao fundo (E á poucos kilômetros), a Usina de Chernobyl, hoje também desativada)

 

NOTA DE EVACUAÇÃO
Esta nota abaixo foi divulgada ás pressas pelo governo soviético, alertando sobre o início da operação de retirada dos moradores da cidade de Pripyat nas horas seguintes.

 

“ATENÇÃO TODOS OS MORADORES DE PRIPYAT !

 A Câmara Municipal informa que, devido ao acidente da Estação de Força de Chernoyl, na cidade de Pripyat e vizinhança as condições radioativas estão se deteriorando.
O Partido Comunista, os seus agentes e as forças armadas estão tomando medidas necessárias para combater esta situação. No entanto, com o objetivo de manter as pessoas mais seguras e saudáveis o máximo possível, sendo as crianças prioridade, precisamos evacuar temporariamente os cidadãos nas cidades mais próximas de Kiev Oblast .
Por estas razões, a partir de 27 de abril de 1986, 14:00, cada bloco de apartamentos  terá um veículo à sua disposição, supervisionados pela polícia e os oficiais da cidade. É altamente aconselhável levar seus documentos, alguns pertences pessoais vitais e uma certa quantidade de alimentos, casualmente, com você.
Os altos executivos de instituições públicas e industriais da cidade decidiram sobre a lista de funcionários necessários para ficar em Pripyat para manter essas instalações em boas ondições de trabalho. Todas as casas serão vigiadas pela polícia durante o período de evacuação .
 Camaradas, ao deixarem suas residências temporariamente, por favor, certifique-se que desligou as luzes, equipamentos elétricos, que desligaram água e fecharam as janelas.
Tenha calma e ordem neste processo de evacuação á curto prazo”.

 

Embora concisa, a nota estava definitivamente estava errada… Pelo menos no que diz respeito á “curto prazo” – Nunca mais ninguém voltou á morar em Pripyat e, segundo estudos, o local continuará inabitável por mais centenas de anos…

É isso aí… E claro, comentários serão mais que bem-vindo, galera.🙂

9 Respostas to “O Maior Acidente Nuclear da História”

  1. roberto dias 24 de janeiro de 2014 às 19:19 #

    Muuuito bom.na epoca tinha 12 anos.mas ainda me lembro da repercussão mundial . Parabéns pelo fatos.

  2. City Of Bones (@iNOTmundana) 2 de dezembro de 2013 às 14:16 #

    Adorei. Na verdade, amei! Afinal, nos tempos de hoje, muita pouca gente liga para isso. Mas querendo ou não, esse foi o maior desastre de todos,e não pode ser ignorado.

  3. Marcos 15 de dezembro de 2011 às 0:14 #

    Aos mais curiosos como eu sobre o assunto, existe um documentario da Discovery em 12 ou 13 partes que pode ser verificado e assistido pelo google mesmo, excelente e completo com videos reais etc, demora mais ou menos 1 hora e meia mas é sensacional nos detalhes.

  4. Karol Son 8 de novembro de 2011 às 18:51 #

    Parabéns pelo post! Literalmente, tudo relacionado Chernobyl e Pripyat me chocam e mexem comigo… É triste saber que no dia 25/04/1986 a cidade estava tudo perfeito, e dias depois.. evacuada..

  5. claudio ### 30 de abril de 2011 às 11:01 #

    chimelli este post está muito bom mesmo, parabens.
    faltou apenas falar sobre os dignatários, os cidadoes sovieticos responsaveis pela “descontaminação” de tudo por la e talz.

  6. Eric 27 de março de 2011 às 14:08 #

    Legal… E Fukushima esta no mesmo caminho, é questão de tempo apenas.
    Vão fazer um tumulo de concreto ao redor do reator que também está todo detonado e mais dia menos dia teremos uma prypat niponica.
    Poderia ser pior, pois nós também dependemos deste tipo de energia suja, e, para quem não sabe, a usina Angra 3 será entregue em breve…

    • nen@ gata 9 de abril de 2011 às 18:26 #

      o amigo tem razão até certo ponto… a ELETRONUCLEAR, divisão federal responsável pela administração das usinas nucleares brasileiras, afirmam que os nossos sistemas de refrigerãção são muuuuiiittoooo mais eficientes… E ale´m do brasil nao possuir terremotos, eles afirmam que as usins sao constituidas para suportar terremotos 7.0.
      otimo post, bjinhus.

  7. Renato Sarmento 24 de março de 2011 às 18:50 #

    Sem comentários. Artigo impecável.
    Carece de números, mas a proposta em descomplicar todo este tema, foi muito bem sucedida. Parbéns, Chimelli.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pripyat antes da tragédia de Chernobyl « Blog do Chimelli - 6 de abril de 2011

    […]  VEJA TAMBÉM O POST: O MAIOR ACIDENTE NUCLEAR DA HISTÓRIA […]

Reaja ! Faça um Comentário !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: