Clínica da Morte – Dignitas, Suiça

11 dez

” Deus dá a vida e apenas Deus tem o direito de tirá-la”
Esta tão conhecida e coerente frase parece ser desconhecida ou ignorada por um cidadão chamado Ludwig A. Minelli.

Minelli, um advogado suiço, fundou em 1998 a “Clinica Dignitas”, que presta o “serviço” hediondo e estúpido de facilitar e assistir o suicídio de pacientes ditos terminais e que desejam tirar a própria vida.

A MorteEsta “Clinica” fica em Zurique, na Suiça e, dispõe da legislação local á seu favor, oque atrai pacientes de todo o mundo aonde tal prática e proibida.

Até a data que escreví este post, mais de 800 pessoas haviam exercido oque os intelectualóides chamam de “Último Direito do Homem” na “Clínica” Dignitas.

Os interessados no funesto processo devem passar por avaliações médicas e reunir diversas testemunhas que atestam e assinam o interesse do paciente.

Se paciente não pode assinar, é feito um pequeno vídeo aonde ele e testemunhas confirmam sua identidade e seu desejo.

Alguns minutos antes de receber o coquetel que vai tirar sua vida, o paciente é consultado novamente e é oferecido mais tempo para pensar no assunto. Se houver determinação em prosseguir,  o processo desenrola-se.

No ritual, o paciente ingere um anti-emético (Medicamento para evitar vômitos) e em seguida uma dose de Nembutal dissolvido em suco de frutas.
Surge sonolência, que evolui para o coma e em cerca de 30 minutos ocorre a morte por parada respiratória.

É dito que a Dignitas aplica taxas de € 4.000 (£ 3,182 / $ 5,263.16) para a preparação e assistência de suicídio…
Ou ainda, ou € 7.000 (£ 5,568 / $ 9,210.53) em caso de assumir os deveres familiares, incluindo os funerais, os custos médicos e taxas oficiais.
Ha, e antes que eu me esqueça… A Dignitas diz-se uma instituição SEM FINS LUCRATIVOS.

Pois é, amigos, isso já existe. Olha o site deles AQUI
* Em tempo, é interessante também dizer que as informações foram obtidas á partir DESTE LINK (Em inglês)

14 Respostas to “Clínica da Morte – Dignitas, Suiça”

  1. Anônimo 26 de setembro de 2013 at 0:25 #

    Primeiro que nao coloquei em questao provas da existencia Divina, nao sei oque folclore tem a ver com o assunto.
    Segundo, oque se passa no pais nada tem a ver com a questao discutida, ate porque sou Hungaro e vivo aqui.
    E por ultimo volto a questao que…matar alguem ainda constitui em crime! Seja ele consentido ou nao.

  2. João 26 de setembro de 2013 at 0:11 #

    Senhor Ricardo
    Discutir legalidade ou moralidade no Brasil é um assunto bastante controverso; prova disso é só assistir as notícias do dia a dia e ponderar de onde vem a ilegalidade e imoralidade neste país. Referente ao fato do senhor e outros não entenderem o assunto da eutanásia, deixe-me explicar ao senhor que até os dias de hoje existem pessoas que acreditam no papai Noel, no Saci Pererê e assim por diante .

    • Anônimo 26 de setembro de 2013 at 0:27 #

      Primeiro que nao coloquei em questao provas da existencia Divina, nao sei oque folclore tem a ver com o assunto.
      Segundo, oque se passa no pais nada tem a ver com a questao discutida, ate porque sou Hungaro e vivo aqui.
      E por ultimo volto a questao que…matar alguem ainda constitui em crime! Seja ele consentido ou nao.

  3. van 23 de abril de 2013 at 0:52 #

    sou a favor sim pois repare bem como é dito deus da a vida ,sim ele te da a vida e dela vc faz o que bem entender é sua vida deus te deu eu quero sim q não poder mais fazer nada quero q me tirem desse tormento não quero dar trabalhos a ninguém a vida é minha se não tirarem eu a tirarei caso eu fique a dar trabalhos a minha família sera pior
    meu , de boa ve se na bíblia eta deus a dizer q vc estarás em valido eu tirareis vc de la, nao por tanto isso ja significa o que ele te deu a vida e vc q a faça dela o melhor para não me dar trabalhos depois, assim, não quero dar trabalho a ninguem sou totalmente a favor a liberdade do q vc já perdeu sua vida e fica ai a da trabalhos aff e pode ter certeza ue deus penssa assim como eu podes crer

  4. César 10 de julho de 2012 at 23:52 #

    Aposto que os que falam tanto de Deus jamais teriam paciência pra cuidar de um doente em estado terminal ou um idoso incapaz, é mais fácil jogar a responsabilidade no divino do que assumir nosso egoísmo. O direito do homem deve ser respeitado sempre…

  5. Janaína Contarelli 29 de junho de 2012 at 16:48 #

    Ótimo post, tb estou de acordo.
    Aos que tanto defendem este “suicídio assistido” digo o seguinte: Vcs estão contra Deus que, quer vcs queiram ou não, TAMBÉM É O DEUS DE VCS e isso dispensa maiores comentários ou contestações.
    Logo, tirar a própria vida ou facilitar para que alguém o faça vai custar muito caro á vcs, pois cada palavra ou cada atitudes que lançarem mão contrárias aos desígnos divinos, terão de dar conta um dia ao NOSSO DEUS.
    No mais, tb é uma questão de princípios… como bem disse o colega, vcs mandariam seus pais para uma viagem sem volta como essa ?
    Mão na conciência antes de tratarem de um assunto tão sério.!!!!

  6. Adriano Gonzaga 28 de junho de 2012 at 10:41 #

    Pois é, como é fácil levantar a bandeira do Dr. MORTE, não é mesmo ?
    Queria ver se os moderninhos de plantão mandariam os PAIS ou os FILHOS para esse lugar caso estivessem muito doentes.
    A vida é o bem mais precioso do homem e deve ser á todo custo, preservada, até o último suspiro, independente de tudo e de todos.

  7. Francisco Mailson 24 de junho de 2012 at 20:26 #

    Sou Contra
    Temos sim a decisão de nossas vidas, mas temo o outro lado desconhecido e que não sei como é, no entanto espero a vontade divina e a hora certa de meu ser desaparecer definitivamente deste lugar… Ja vi que os seres humanos estão se pondo a cima de Deus e decidindo até algo que não deveria existir, que é datar o fim da vida de um ser humano que acha que a vida não continua por causa de uma ação causada pelo destino da vida.

  8. Ana 24 de junho de 2012 at 0:10 #

    Acabei de ler uma matéria na Época sobre essa clínica, e Sérgio, apesar de acharem o conteúdo do seu post tendencioso (pelo que vi nos comentários) eu concordo com você, é um assunto que ou você concorda com o que fazem, ou não, e concordar OU NÃO ainda não retira os direitos de ninguém de ir e vir, de qualquer modo, então continuemos respeitando os que cometem isso e os que lêem e desaprovam também, já que não estamos falando em apoio até agora.

    Só me tira uma dúvida, porque fui buscar mais informações (fui buscar sobre, site etc) e encontrei esse, essa ong… e não tem nada a ver né? Pelo contrário, acho que o que prezam aí é vida. (digo isso pelo meu inglês fajuto) http://www.dignitasinternational.org/

    Enfim, que as pessoas possam ter mais esperança em si mesma e no próximo, pensamos e queremos tanto que situações e o mundo no geral mude para que as coisas se harmonizem e possamos viver mais em paz, mas o primeiro passo das pequenas mudanças está em nós mesmo, quem sabe aí essas pessoas não vão mais precisar partirem pra esse tipo de escolha.

  9. Laura Lucilia Santos Neves 29 de maio de 2012 at 7:06 #

    como diz e muito bem… os pseudo intelectualoides nos quais você se inclui acham que é deus que dá e tira…..defende a vida !!!!.. de quem ? defenda a sua e chega deix cada um de per si fazer o que quiser e não se intrometa já é fazer algo pela humanidade. se calhar é o 1º a olhar pró lado quando vê alguém mal e doente, estou certa?????

  10. mara 8 de fevereiro de 2011 at 14:51 #

    Concordo.
    Mega tendencioso. O direito a morte e o direito a vida tem mais conteúdo que um provérbio e seu ponto de vista.

  11. nOsFeRaTuS 26 de dezembro de 2010 at 16:25 #

    Chimelli
    Ótimo artigo, porém um pouco tendencioso… É visível em suas palavras sua repulsa pela Dignitas – Cada um tem o direito de fazer oque quiser com sua vida, abra sua mente para o novo milênio…

    • MALU MARTELLA 23 de junho de 2012 at 21:52 #

      estou com a dignitas e não abro. Muito bem explicado a Laura, aposto que nunca tratou de um idoso, ou pessoas com limitações, é um bla, bla, incrível, eu posso sim! decidir como quero morrer.

      • Ricardo 3 de julho de 2012 at 20:12 #

        Só quero saber uma coisa, como fica a justiça brasileira em relação a isso? como isso é tratado pelas organizações governamentais, como o itamaratí? Afinal de contas um cidadão de nosso país comprando esse direito até onde sei é ILEGAL !!! algum advogado pode explicar ?

Reaja ! Faça um Comentário !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: